Review RokuAka Vol 6 – Parte 2

Compartilhe ✿

Esse volume não começa tão diferente dos outros arcos, mas com o tempo ele mostra as caras.

Na primeira parte, o que mais chama a atenção é quando “a coisa”
Namenlose, aparece, não é incomum um ser que sabe mais do que você aparecer, mas o que chama atenção é o fato de ela insinuar que conheceu ele em outra parte do tempo(a descrição de como Glen se sentiu foi muito boa).

Termas.

Depois vem as termas, sim aquela cena clichê, porém, invés de essa cena se destacar pelo fanservice se destaca por mostrar como Glen e Celica se sentem em relação um ao outro, o que estava faltando já que a relação deles era bem distante, engraçado é que se você presta atenção no anime, a Celica é a unica que consegue mexer com as emoções do Glen.

Rumia e a porta.

Rumia, o foco principal da da serie até aqui(até demais), com o poder de amplificar varias vezes o poder de alguém, é até poderoso, mas bem simples… ou era o que se pensava. Depois de Sistine usar a habilidade de rumia para verificar a câmara principal da ruína, ela encontrou algo que ninguém jamais havia conseguido encontrar, nem mesmo Celica, uma porta. Então, qual a real capacidade da habilidade dela? Aparentemente, ela pode interagir com magia antiga, que é incompressível para magos atuais. Isso torna a habilidade de fato interessante, bem mais do que só amplificar.

Entrando na porta.

Indo atrás de Celica, que entrou desesperadamente na porta que elas abriram, o quarteto entra na porta (portal). Em um local novo, inimigos novos e assim se inicia uma nova batalha. Se Sistine já tinha demostrado amadurecimento, desta vez foi a vez da Re=L, a mais cabeça de vento. Ela não pense mais em atacar deliberadamente de frente, mas sim em proteger suas amigas e trabalhar em equipe, o que é bem diferente de como era antes. O interessante, é que geralmente características como a que ela tinha, os autores mantém como um “charme” da personagem. Também tem a participação da rumia na batalha e que foi crucial, mas essa já é muito madura, então não tem o que falar.

Terra desconhecida.

Mistério, mistério e mistério. Eu amo quando um historia deixa questões no ar e não responde logo de cara. Um lugar desconhecido provavelmente habitado por uma civilização antiga. A historia te envolvi cada vez mais no mundo e seus mistérios, apesar de não ter sido tão explorada já que não era o foco deles ali.

Inimigo BADASS.

Encontra Celica foi fácil, mas o inimigo que veio depois nenhum pouco. Sinceramente, é esperado que inimigos BADASS aparecem em algum momento, mas o importante não é ele aparecer, e sim como. Eu ainda não compreendo o nível de poder exatamente em RokuAka, afinal Glen luta mais corpo-a-corpo e com ajuda de seus alunos. Então ver a luta da Celica com a “sombra” foi bem legal, com ela usando mais magia do que foi visto na serie toda. O resultado: Celica foi derrota, não foi uma surpresa, mas bem Celica estava fora de si e não formulou estrategia alguma, então não foi inesperado e pela reação de Glen ficava obvio que esse inimigo não era qualquer um.

Intervenção, fuga e decisão.

Com a ajuda de um terceiro, depois da derrota, eles conseguem fugir. Com a “sombra” ainda atrás deles é hora da decisão: tentar fugir ou lutar, entre vários pensamento inclusive o clichê de Glen ficar para trás para as 4 fugirem, a sugestão que foi aceita foi a de Sistine, que dizia ter a chave da vitoria. Revelando a possível fraqueza de sombra numa explicação que envelheceu contos antigos, conspirações e muitas incertezas.

A luta.

O momento chegou! O inimigo mais forte até agora(bem mais forte)! O que mais chamou a atençao foi o estilo de luta que parece um RPG, com um para curar, para atcar de longe e dois para corpo a corpo. O interessante e que todos eles tem participação igual. Foram usadas diversas estragias, o que deixou a batalha bem dinâmica e com um ótimo equilíbrio.

Partes negativas.

1- O mesmo problema do começo, é contado a historia da Celica do começo até o presente, de forma rápida e superficial, aconteceu a mesma coisa com a do Glen(no mangá ainda mais). 2-Cenas cômicas em momentos de tensão é horrível. Na parte dos lobos o Glen escorregando foi ridículo, não dá para levar a sério partes como essa, tipo a do fim do episodio 1 com a Sistine. Felizmente, nos clímax não tem essas coisas.
3-Na parte final, usam na Celica um “recurso” duas vezes, perdeu muito a graça na segunda vez.
4-Por último, alguns podem se incomodar que tem uma ilustração que é meio que um spoiler de um mistério do volume(Eu vi só depois que acabei de ler).

Conclusão do review.

Não li as primeiras novels, mas como alguém que viu o anime e leu o mangá posso dizer que: Esse é o melhor arco até agora. A historia revela muito do que pode vir pela frente, conspirações, segredos, batalhas em maiores escala etc. O desenvolvimento dos personagens está ótimo, só o Glen que continua o mesmo e a rumia, que já é a mais madura de todas, só falta ter mais presença. Celica, o enfeite mais belo do anime, finalmente apareceu e pelos eventos que ocorrem no fim, dá pra perceber que ela foi introduzido de vez na serie e provavelmente vai aparecer mais agora(apesar de eu estar lendo o Vol 7 e ainda não vi ela).